terça-feira, 31 de outubro de 2017

Cantando para todos, e para ninguém.


Estamos nus cobertos por um lençol, a única parte que ainda conseguimos mover são nossos pés que se acariciam. Vejo você de bruços, um leve sorriso de boca fechada faz com que suas maças do rosto pareçam enormes, seus olhos estão fechados, mas eu sinto que o colorido deles ultrapassa as pálpebras e fazem vigia a sua volta. Sempre houve curiosidade a sua volta, sempre houve uma energia que jamais irei conseguir explicar, energia que faz com que eu a cubra com o lençol velho de longas histórias, beije sua testa e me sente na cama. Você tenta murmurar algo, mas seu corpo ainda não está pronto para um dialogo, e eu acho isso fantástico, a poucos minutos éramos um, conectados por mais que simplesmente carne e desejo, e agora somos dois mudos completos, mas que com certeza não querem mais se distanciar.
Sem perceber direito estou sentado na cama com o violão sobre o colo, você está da mesma forma imóvel o seu sorriso não se desmancha, não estou apto para pensar, a cabeça está completamente vazia, dedilho algumas coisas em dó, troco pra lá menor, e quando percebo estou tocando sua musica preferida, mas qual era mesmo a letra? Sinto você levantando, mas me atenho com os olhos fechados sentindo o aço fio das cordas sobre meus dedos e a harmonia que me invade. Sinto seus braços passarem por baixo dos meus com suas mãos deslizando lentamente em minhas costelas enquanto sobem para meu peito, sinto seus seios tocarem minhas costas com toda delicadeza do mundo e seus lábios umedecerem meu pescoço. A letra da musica vai voltando lentamente enquanto murmuramos junta sua melodia, cantando para o mundo e ao mesmo tempo para ninguém, a plateia que nos observa não possui um fim, muito menos um começo, o mundo então sai de nossas costas como sempre reclamávamos, e agora está sob nossos pés, e podemos ir para onde quisermos.


segunda-feira, 8 de agosto de 2016

O que eu quero?

Olá, a quanto tempo não lhe escrevo, será que foi isso que fez com que você se afastasse de mim? Acredito que não, você apenas entendeu que o melhor para você é estar longe de mim. Com sua ausência, talvez você nem imagine, mas, eu converso sozinho enquanto dirijo, eu abraço o vento enquanto durmo, eu respiro fundo em qualquer atividade que vou fazer, por que não existe nada que eu faça que você não esteja lá.
Criei até uma lista de desejos recentemente, toda destinada a você, ficou mais ou menos desta forma: Eu quero que esteja feliz e cultive seus sonhos, quero que viaje o mundo e lembre-se sempre de quem tu és, que tenhas a Alice, e que ela sempre se inspire em você, quero que conte a ela sobre mim e a faça me temer. Quero que sempre se lembre da importância que a dança tem em sua vida, que encontre o trabalho de seus sonhos com crianças, e conte a elas sobre sua coleção de bonecas, que entenda que os meninos sempre vão dizer: ããã, e não é por mal. Enquanto as meninas irão querer visitar seu castelo e admirar sua coleção junto com sua harpa. Eu não quero que sinta minha falta, não quero que você se lembre de mim, quero que seja capaz de odiar minha imagem e jamais me procurar. Quero que você encontre o seu amor e que ele te trate bem, que seja tudo aquilo que nunca fui. Quero que ele ame suas manhas, que seja incapaz de passar por uma flor e não leva-la para você, ou melhor, quero que ele lhe de um jardim completo, e não algumas sementes que virariam um belo brejo. Quero que sempre se lembre das borboletas, suas vidas são breves como o vento que cortam ao voar, e sua única tarefa é trazer a beleza do simples ao mundo. Quero que se lembre do que é dor e chorar, para que quando alguém lhe fizer sorrir e lhe der prazer, você sinta isso em dobro.

E há somente uma coisa que quero mais que tudo isso, eu quero...

terça-feira, 21 de junho de 2016

Os dias sem você

Olá, hoje o dia ficou escondido atrás das nuvens, um daqueles dias que começa e parece sempre permanecer o mesmo, não importa o horário que seja, a não ser quando noite domina de vez, sem dar explicação alguma, um dia sem crepúsculo, mais um dia sem você.

Os dias sem você não são mais difíceis que os dias com você, os dias sem você não são mais demorados, mais tortuosos, nem mesmo mais tristes que os dias com você, os dias sem você só são como os dias escondidos atrás das nuvens, eles vem e vão, eles passam sem que nada fique, eles tem a mesma tonalidade em qualquer horário.


Os dias sem saber de você são os dias que doem, são os dias que colocam um sorriso no rosto e conversam sozinhos enquanto dirigem, na esperança fútil de se sentir mais confortável, são os dias que não existem conforto algum além de palavras ao vento. 

Mas hoje é apenas um dia sem você.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Quando a saudade tem nome!

  Olá, como você está? Ou como estais? Para me habituar a seu novo vocabulário. Hoje quero me retratar diretamente a você, em mais uma das mil tentativas de afastar está saudade que faz com que o peito não tenha espaço para o coração bater, que faz com que os pulmões esqueçam suas funções, que os olhos fiquem trêmulos e o único conforto que encontro estão em algumas fotos antigas onde os sorrisos eram verdadeiros, diferente de agora.

   Me conte como estão sendo seus dias! Aqui está tudo igual, continuo de certa forma o mesmo chato, reclamando do trabalho, cansado demais para estudar, olhando vídeos sem parar no you tube, vendo filmes que você ficaria com medo, tentando jogar vídeo game, dirigindo sem prestar atenção nenhuma, a única diferença é que agora estou lutando diariamente contra mim mesmo, mas disso você já sabe não é mesmo?.

   Agora me diga você. Conseguiu descobriu se no seu vaso tinha um flor ou um brejo? Por que não consegues dormir? Você tem feito tudo que planejou para seus dias? Você ainda olha os mesmos filmes? Você ainda usa minha jaqueta? Você ainda sente meu cheiro no travesseiro? Pois eu ainda encontro seu cabelo em minha cama. Você tem mantido as coisas como sempre sonhou? As pessoas que tens conhecido estão sendo legais? Você já consegue fazer arroz da forma que gosta? Você tem lido tanto quanto queria?!


   Tem mais coisas que quero que saiba sobre meus dias. Eu não consigo mais ver uma mulher usando bota, e sabia que agora todas usam? Virou algo tão comum, e até lhe conhecer eu não me lembro de perceber alguém usando uma, então cá entre nós dois, acho que estão todas te imitando, mas segredo ok?. Eu estou escrevendo quase todos os dias, eu leio quase todos dias, eu rezo quase todos dias, eu choro quase todos dias, eu trabalho quase todos dias, eu estudo quase todos dias, e o principal, eu vivo quase todos os dias, e é exatamente isso o que quis dizer, estranho não é? Tem dias que não sinto que estou vivendo. A pilha do relógio que me deu acabou a alguns dias atrás, e sinto que com isso o tempo parou de passar, sinto que com isso a vida parou de andar, eu já não sinto os dias, eles vem e vão em uma monotonia tão grande que nem olhar sessão da tarde quando criança.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O ontem no hoje



O vento sopra a janela fazendo com que a cortina venha em minha direção, o sol clareia a janela fazendo com que minha cama fique com um aspecto engraçado, como se tivesse sobre ela uma grade de sombras. A cafeteira começa a expelir o odor do café pela casa, a van da três buzinadas na casa do vizinho para levar sua filha mais nova a escola, os pássaros começam a cantar, os cachorros a latir, e eu coloco meu sapato, visto uma camisa, arrumo o cabelo, olho no espelho e não me encontro.

Enquanto o liquido escuro desce sobre minha garganta, sinto seu sabor me levar para um lugar onde me encontro, e lá estou sentado em frente a uma pequena televisão, um super Nintendo a frente, um controle mordido em mãos, e algum jogo qualquer sobre a tela. Com pouco mais de um metro de altura, cabelo levemente comprido e claro, um sorriso estampado no rosto torna aquele dia mais tranqüilo.

Ao fim da bebida, volto ao estado atual, coloco um livro na mochila e sigo vivendo o dia de alguém que não sei quem é, mas que se tornou mais presente do que o menino com um belo sorriso no rosto.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Sera que sou louco?




  Será que eu sou louco por pensar que um dia vou acordar e te ter ao meu lado? Será que sou louco por pensar que um dia seremos só nós dois, nós dois apenas, acho que não seria esse o motivo para mim ser acusado de ser um louco, pois isso acontece sempre, seu abraço me leva para outro mundo, onde só existe nós dois, onde tudo é perfeito e soa como um sonho bom.
   Será que sou louco por pensar de um jeito diferente do resto do mundo? Sou maluco por acreditar que o amor existe? Será? Pode até ser uma doença, mas não vai existir médicos para me curar, pode ser uma praga, ou algo do tipo, mas sei que nenhuma religião vai me salvar.
  Por que eu acredito no amor, eu acredito em nós dois, eu levanto todo dia só por que tem uns 3% de chance de eu ver seu sorriso, eu acordo todo dia só para ler seu bom dia, por mais frio que ele seja, ele me deixa pegando fogo, ele acende algo dentro de mim.
  Eu consigo dormir sem um boa noite seu, mas não sem manda nada, eu preciso pelo menos imaginar em minha cabeça que você vai sorrir e lembrar de mim assim que acordar, não me importando da hora que isso ocorra.
   Eu não me considero um louco por pensar assim, nem um burro, sou um sonhador, é isso que me deixa em pé para agüentar mais uma da vida, é isso que me faz levantar depois da vida me por de joelhos, e agora o que posso falar do meu sonho? É simples, acordar ao seu lado, é te ter ao meu lado, é perder o medo que tenho de ir embora, é parar de sentir a dor que sinto quando meu corpo esfria com a distancia do seu. Posso parecer um tolo, um idiota, um maluco para alguns, até mesmo para você, mas esse sou eu, e essa é a pessoa que te escolhe para viver todos dias ao lado dela.


 

Algumas coisas que você não sabe!



   Sim eu sou complicado. Eu quero que você me ligue a noite pra me desejar boa noite e dizer que sou seu amor. Mas também quero que fique um dia sem fala comigo, para que eu vá bravo falar com você, e que você responda que só queria me ver com saudades, para que assim eu não te solte mais.
   Quero que você corra e me abrace sempre que me ver, quero que me mande um sms dizendo “já estou com saudades” cinco minutos depois de eu sair da sua casa, ou melhor, diga que já esta com saudade quando terminarmos o beijo de despedida.
   Quero que você diga minhas qualidades e peça para que eu mude meus defeitos. Quero que fique falando comigo até chegar a madrugada, quero que me chame de amor na frente de seus amigos. Quero que me defenda quando alguém falar mal de mim, mas se for verdade, fale junto, de os exemplos vivenciados comigo.
   Quero que você diga que me ama sempre que eu lhe fizer sorrir, mas também quero que diga que me odeia as vezes, depois de um sorriso e me abrace forte. Diga baixinho ao meu ouvido que sou seu mundo, diga que não quer me perder, mas me mande embora quando for preciso, diga que não quer mais falar comigo para  que eu me toque quando estou errado.
   Quero que sempre esteja interessada em minhas teorias idiotas sobre o mundo, ao menos finja interesse, quero que seja minha amiga, que me chame para fazer coisas que nem meus melhores amigos teriam coragem. Quero que olhe em meus olhos e apesar de não ver nada demais, diga que sou tudo o que você sempre quis.
    Quero que me peça para que toque violão para você e cante nossa musica, quero que diga que quer viajar comigo, ir para outro pais, dizer que vamos correr nos campos gigantes como nos filmes, nos deitar no meio do nada e esperar as estrelas surgir e achar a nossa estrela. Quero que você seja sempre a mesma, que acorde ao meu lado daqui a vinte anos e me convide para sairmos sem destino.

  Quero que saiba o quanto gosto de você, que saiba que eu quero acordar todos dias ao seu lado, que eu quero viver em seus braços, crescer com seu carinho, amadurecer com nossas brigas e ter uma história com você. Quero que tenha certeza disso.
  Quero que seja minha princesa para todo o sempre.